lente

As lentes de contato descartáveis tem vida útil. Passar o prazo de validade equivale a usar um produto que já não está em boas condições, podendo levar a alterações oculares e danos para sua visão.

As lentes só devem ser usadas no período estipulado pelo fabricante, sendo que algumas pessoas necessitam descartar antes mesmo da data prevista pois apresentam alterações na lágrima que danificam mais precocemente as lentes.

Descarte a lente de contato conforme a orientação do seu médico. Não espere que elas estejam suficientemente estragadas ou contaminadas e estejam irritando seus olhos. Elas ficam desconfortáveis quando já machucam os olhos.

Quase todas as complicações por lentes de contato poderiam ser evitadas se o paciente estivesse mais bem informado sobre suas lentes. O usuário de lentes de contato deve saber o tipo de lente que está usando, se descartável, anual, gelatinosa, rígida gás-permeável,etc., se está bem adaptado a ela e conhecer as restrições de uso.

A limpeza e manutenção das lentes deve ser feita de acordo com o tipo de lente que o paciente usa. A cada retorno ao consultório, ele poderá solucionar suas dúvidas e perguntar sobre algum produto novo no mercado.

Recomendações

Alguns pacientes acabam usando vários produtos para a mesma função, pois receberam ou interpretaram erroneamente as informações recebidas. A limpeza do estojo e seu descarte devem ser também do conhecimento do paciente. É importante também o paciente saber analisar suas lentes e suspeitar da existência de fungos, rasgos, depósitos, rachaduras, arranhões. Ele deixará de usá-las sabendo que poderão lesionar os olhos.

Saber manusear as lentes para tirá-las rapidamente, é fundamental, principalmente na presença persistente de corpo estranho, evitando complicação por permanência de lentes.

Na consulta de controle da lente de contato devo ir usando ou não as lentes? Sim. O usuário de Lentes de Contato deve fazer o controle periódico, de preferência com mais de 4 horas de uso da Lente de Contato. Assim, seu oftalmologista terá a possibilidade de verificar como as lentes estão nos seus olhos: posição, mobilidade, presença de edema, visão fraca com as lentes, etc. Em alguns casos, poderá até ser necessária a troca do tipo da Lente de Contato.

Caso seja necessário um exame sem as lentes, seu oftalmologista irá suspender o uso por um prazo determinado e solicitar que você volte ao consultório para reavaliação.

Fonte: Portal SOBLEC | Sociedade Brasileira de Lentes de Contato, Córnea e Refratometria
Por Regina de Souza Carvalho e Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello

© 2018 . Direitos reservados . Desenvolvido por Inventiva Propaganda

WhatsApp