pre-cirurgico

CATARATA: Exames Pré-Operatórios Finalizam o Diagnóstico

Alguns exames pré-operatórios são necessários para finalizar o diagnóstico e acompanhar o grau do comprometimento ocular causado pela CATARATA. Eles servem também para que o oftalmologista avalie a saúde das demais estruturas do olho do paciente e faça um prognóstico do pós-cirúrgico. São eles:

1) MICROSCOPIA ESPECULAR DE CÓRNEA: Permite a contagem e o estudo da morfologia e tamanho das células que revestem a camada mais profunda da córnea, as células endoteliais.

2) ECOBIOMETRIA ULTRASSÔNICA: Mede a estrutura ocular e o comprimento do olho com o auxílio do ultrassom, determinando o grau da lente intra-ocular que será utilizada na CIRURGIA DE CATARATA.

3) PAM (Potencial de Acuidade Macular): Avalia o potencial da visão de pacientes com baixa acuidade visual quando são retiradas as irregularidades e opacidades. Permite ao oftalmologista prever se há dano irreversível da visão e estabelecer um prognóstico da acuidade visual após a cirurgia.

4) TOPOGRAFIA DE CÓRNEA: Testa a qualidade da visão em diferentes níveis de luminosidade. O teste é feito com a projeção de imagens e permite avaliar o grau de comprometimento dessa função ocular. Pacientes que usam lentes de contato ou óculos devem levá-los no dia do exame.

5) MAPEAMENTO DE RETINA: Permite analisar a superfície da retina, além de mapear o nervo óptico, mácula e vasos da região. O objetivo é identificar se há deslocamento da retina, infecções, degenerações ou lesões, hemorragias ou outros danos causados por doenças como diabetes e hipertensão arterial.

Visite seu oftalmologista regularmente e saiba mais. No próximo post, você vai entender qual o momento ideal para realizar a CIRURGIA DE CATARATA. Até lá!

DRA ANDRESSA GUIMARÃES
(21) 2527.1890 | (21) 99988.9851 WhatsApp

© 2018 . Direitos reservados . Desenvolvido por Inventiva Propaganda

WhatsApp